• Afro
  • Sei Bahia

Notícias

11/08/2017 18:00

Troféu Pérolas Negras homenageia mulheres históricas e das lutas atuais

A Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) sediou nesta sexta-feira (11), em Salvador, uma sessão especial em alusão ao Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-americana e Caribenha. Na oportunidade foi feita a entrega do Troféu Pérolas Negras a 15 personalidades e instituições com atuação destacada na luta antirracista, valorização e empoderamento das mulheres negras na Bahia. A titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, foi uma das homenageadas no evento, que lotou as dependências da casa legislativa.

O proponente da sessão, deputado Bira Corôa, afirmou que o evento destaca o lugar das mulheres negras como protagonistas na formação do país. “Trata-se de uma homenagem às personalidades negras e suas trajetórias no combate às opressões de gênero e ao racismo. É o reconhecimento do papel das mulheres na construção de um Brasil solidário, multiétnico e pluricultural”, disse o parlamentar, ao entregar o prêmio, em sua quarta edição.

A secretária da Sepromi destacou que a homenagem reforça os compromissos e aumenta ainda mais os desafios para efetivação das políticas de reparação ao povo negro. “Esta honraria, sem dúvidas, é extensiva ao conjunto de pessoas que somam no trabalho diário de implementação das políticas de promoção da igualdade racial, visibilidade do povo negro, combate às violações de direito, de luta pela reforma agrária e defesa dos nossos povos e comunidades tradicionais” ressaltou Fabya Reis.

“Muita gente passou ao longo do caminho, deixando suas marcas e contribuições neste sentido”, pontuou a secretária, destacando o papel e protagonismo de mulheres negras históricas, a exemplo das heroínas da Revolta dos Búzios, citando Luiza Francisca de Araújo, Lucrécia Maria, Domingas do Nascimento e Anna Romana.

A deputada federal fluminense Benedita da Silva, que inspirou a criação do Troféu Pérolas Negras, também marcou presença do evento. Ela ressaltou a importância da atuação coletiva pela manutenção dos marcos legais e políticas públicas destinadas ao povo negro no país. “Esta homenagem reforça nosso compromisso com a luta, pois o nosso nome é resistência”, disse.

Evento representativo
- A sessão especial ainda contou com a presença do titular da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Carlos Martins; da vereadora de Salvador, Marta Rodrigues; da major(a) Denice Santiago; das representantes da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), Uiara Lopes; do Centro Maria Felipa da Polícia Militar, Edilânia Aguiar; do Coletivo Ângela Davis (UFRB), Zelinda Barros; da Rede de Mulheres Negras pelo Controle e Fortalecimento das Políticas Públicas, Lígia Margarida; a integrante do Coletivo de Mulheres Negras Dandara do Sisal, Cleuza Juriti; da Rede de Mulheres de Terreiro, Isaura Genoveva; do Instituto Odara, Maísa Vale; dentre outras.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.