• Mutirão de Cirurgias
  • Programa de Estágio
  • RH Bahia

Notícias

14/04/2018 09:30

Sepromi marca presença em encontro com terreiros em Buerarema

Representantes de diversas comunidades de terreiro estão reunidos no município de Buerarema, a 450 km de Salvador, durante o Festival Mazelelê, promovido pela Associação Cultural de Preservação do Patrimônio Bantu (Acbantu). O evento foi aberto na noite desta sexta-feira (13), com a presença da titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis.

Até amanhã (15) acontecem atividades focadas nas temáticas da cultura Bantu e seu patrimônio linguístico, além das políticas destinadas aos povos e comunidades tradicionais, também envolvendo os municípios de São José da Vitória, Itapitanga e Ilhéus. Liderança religiosa em Buerarema, Joeldson Santos Pereira, o “pai Joca”, ressaltou a importância do evento para a mobilização do povo de axé. “Estamos firmes nos debates e mobilizações, pois somos um povo de resistência. Nossa religião é de matriz africana. É a marca que carregamos. Nossos ancestrais derramaram sangue pela construção do país”, enfatizou.

O tata Raimundo Konmannanjy destacou que o encontro promove a visibilidade da cultura dos povos de terreiro, sendo uma oportunidade para celebrar as lutas e conquistas do segmento. Ainda segundo ele, a iniciativa contribui para a divulgação dos saberes tradicionais e consequente combate à intolerância religiosa.

A secretária da Sepromi explanou sobre as políticas afirmativas em curso na Bahia e os desafios para a plena igualdade racial. “Destacamos as diversas conquistas do povo negro e dos segmentos tradicionais, bem como os esforços para a sua valorização. Queremos potencializar diálogos, aprimorando as políticas públicas, construindo uma agenda de respeito aos povos de terreiro. Seguimos atuando na preservação do seu patrimônio imaterial e no esforço pelo enfrentamento às violações de direitos”, destacou Fabya Reis.

A gestora anunciou, durante a cerimônia, a visita da Unidade Móvel do Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela, coordenada à Sepromi, em data a ser divulgada posteriormente. O equipamento foi inaugurado no final do ano passado, garantindo a itinerância dos serviços nas comunidades negras e tradicionais dos territórios de identidade da Bahia.

O evento conta com apoio da Sepromi e da Secretaria de Cultura da Bahia (Secult), através do programa Pontos de Cultura. Marcaram presença, ainda, a educadora e ativista Rita Maria Souza, vereadores, representantes da Prefeitura Municipal, de conselhos de direitos, artistas, capoeiristas, educadores e estudantes.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.