• Mutirão de Cirurgias
  • Programa de Estágio
  • RH Bahia

Notícias

16/04/2018 14:30

Programa Partiu Estágio reforça políticas de reparação na Bahia

Oportunidade de inserção no mercado de trabalho para jovens estudantes. É com esta finalidade que o governador Rui Costa realizou a assinatura do termo de compromisso dos estudantes convocados pelo programa Partiu Estágio nesta segunda-feira (16), no auditório do Senai/Cimatec, em Salvador. Neste edital foram convocados 1.327 candidatos em todo o estado. A titular da Sepromi, Fabya Reis, participou da solenidade.

“O estágio sempre existiu no Estado, só que não tinha um regulamento único, e cada órgão fazia de um jeito. Aqui nós estamos dando a oportunidade de forma transparente. A inscrição é pela internet. Os critérios de seleção são transparentes, publicados previamente em decretos, e, portanto, nós já temos mais de cinco mil jovens fazendo estágios na Bahia, tanto de universidades públicas como de universidades privadas”, afirmou o governador, que anunciou ainda que mais mil jovens serão convocados em breve

O governador Rui Costa explicou ainda que um dos critérios para a admissão dos jovens no programa é que eles sejam inscritos no CadÚnico. “Fico feliz porque, junto com os programas Primeiro Emprego e Mais Futuro, em que o estudante universitário recebe uma bolsa através das universidades estaduais, temos um total de 18 mil jovens recebendo apoio do Governo do Estado como incentivo aos estudos”, acrescentou.

O programa foi criado em 2017 e em seu primeiro ano de realização contratou 5.833 jovens. O Partiu Estágio é voltado para os jovens estudantes universitários que não conseguiram se inserir no mercado trabalho e oferece oportunidades em várias áreas do conhecimento. De acordo com a Saeb, que coordena o programa, o contrato de trabalho terá duração de um ano.

Política de reparação - O titular da Secretaria da Administração do Estado (Saeb), Edelvino Góes, informou que “Esta é a terceira convocação realizada pelo programa e que foram recebidas mais de 18 mil inscrições”. Ele ressaltou o caráter social da iniciativa, destacando que 82% do público é autodeclarado negro ou pardo e mais de 90% tem passagens pelas escolas da rede pública de ensino.

Para a titular da Sepromi, que também assinou os contratos dos estudantes alocados na secretaria, trata-se de mais uma política afirmativa do Governo do Estado, medida que contribui para a inclusão da juventude negra baiana. “Com o Partiu Estágio, sem dúvidas, poderemos contribuir de forma expressiva na formação e inserção deste público no mercado de trabalho, além de avançar no combate ao racismo institucional e promoção dos jovens nos espaços públicos. Será uma grande honra contar com este reforço na nossa equipe, no trabalho cotidiano pela promoção da igualdade racial”, pontou Fabya Reis.

Graduanda em Psicologia pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Caroline Cruz, selecionada para estagiar na Sepromi, afirmou que o programa ampliará as perspectivas acadêmicas e profissionais. “É uma oportunidade muito significativa, pois poderemos colocar em prática o que temos aprendido na teoria, ao longo do nosso curso, também conhecendo novos ambientes e pessoas, abrindo portas”, ressaltou. A jovem, de 22 anos, atuará na equipe do Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela.


*Com informações da Secom
.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.