• Agosto da Igualdade 2019
  • Agosto da Igualdade 2019
  • Agosto da Igualdade 2019

Notícias

10/08/2019 20:40

Edital Década: Associação Mangangá promove formação de mulheres e juventudes negras

A Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) participou neste sábado (10), em Salvador, do Encontro Cultural e de Intercâmbio Internacional de Capoeira. O evento, realizado no Santo Antônio Além do Carmo, integra um conjunto de atividades da Associação Cultural de Capoeira Mangangá, em projeto viabilizado pelo Edital da Década Afrodescendente 2019, do Governo do Estado. Através da chamada pública, que chegou a variados territórios baianos, 44 iniciativas organizadas pela sociedade civil contam com apoio financeiro do Estado, num investimento de R$ 2,4 milhões.

Além do encontro, o projeto da Associação Mangangá desenvolve oficinas com foco na formação e geração de oportunidades de emprego e renda para os segmentos de mulheres e juventudes negras. “Estamos levando informação às universidades, escolas públicas e diversos espaços. Nos bairros populares promovemos oficinas de capoeira, samba de roda, pintura, tranças afro, turbante, dentre outras modalidades”, explicou Antônio Carlos Conceição (Tonho Matéria), da Mangangá. Ele detalhou que as ações acontecem nos municípios de Salvador, Lauro de Feiras e Simões Filho.

A secretária da Sepromi, Fabya Reis, destacou que as ações contribuem para o calendário emblemático de mobilizações alusivas à Revolta dos Búzios, calendário denominado Agosto da Igualdade. “Este é um projeto que tem contribuído para a formação da juventude e das mulheres negras na luta antirracista. Uma grande mobilização visando o empreendedorismo negro e o debate de temas que dizem respeito à trajetória da luta racial”, pontuou.

Durante o encontro deste sábado foram prestadas homenagens a um conjunto de mulheres com atuação nos serviços comunitários e na militância pela igualdade racial e de gênero. A atividade contou com apresentações culturais, rodas de capoeira, dentre outras manifestações.

Agosto da Igualdade - Trata-se de uma extensa agenda alusiva à Revolta dos Búzios, movimento revolucionário negro que completa 221 anos nesta segunda-feira (12). O levante, ocorrido na Bahia, é considerado um dos mais amplos, do ponto de vista político, econômico e social do período Brasil - Colônia.

No dia 12 de agosto de 1798 o movimento foi deflagrado, quando a capital baiana amanheceu com diversos manuscritos espalhados em prédios públicos, conclamando a população para uma revolta pela defesa da proclamação da República, do fim da escravidão, redução de impostos, além de outras pautas reivindicatórias.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.