• Edital Prof Jorge Conceição
  • Banner Novembro negro 2021
  • Banner Novembro negro 2021 campanha

Notícias

04/11/2021 12:00

TVE tem programação especial no mês da Consciência Negra

Reconhecida junto à Organização das Nações Unidas (ONU) desde 2016 como a emissora na Bahia da Década Internacional Afrodescendente, a TVE traz em novembro uma programação diversa com filmes, documentários, mostras, entrevistas, música e interprogramas sobre os direitos da população negra, a promoção da igualdade étnico-racial e o combate ao racismo.

A programação especial começa na terça-feira (02), às 22h30, com a exibição do projeto ‘Mulher com a Palavra’. Com o tema 'Afrofuturo', o programa falará do presente, apontando para o futuro, na perspectiva de Monique Evelle, fundadora da Inventivos, Margareth Menezes, cantora, compositora, atriz e empresária, e Preta Rara de Santos, rapper, historiadora, turbanista e escritora. O movimento ‘Afrofuturo’ no Brasil tem como objetivo discutir visões de futuros possíveis para a população negra ao redor do mundo.

Uma novidade da emissora é a exibição do programa Afrikaliente, que traz a cultura africana no Brasil da perspectiva de africanos na diáspora. A atração, fruto da parceria da TVE com a Trace Brazuca, tem DJ Saluh e Larissa Edy como apresentadores, e será exibida todas às terças-feiras, a partir do dia 2, às 20h.

Ainda como resultado da parceria dos dois canais, a TVE vai exibir todas as quintas-feiras, a partir do dia 4, às 21h, a nova temporada de Trace Trends. A série traz o melhor da cultura afro-urbana de todos os cantos e periferias do Brasil e do mundo, com muita música, arte, diversidade, empreendedorismo, tendências e estilo. No elenco, Alberto Pereira Jr., Xan Ravelli, Ad Júnior, além dos “ex-bbbs” João Luiz e Babu Santana.

A exibição de filmes da ‘Mostra Itinerante de Cinemas Negros - Mahomed Bamba’ traz conteúdos  produzidos por cineastas negros (as) ou sobre a temática negra, e vai ao ar na quarta-feira (3), às 20h. Intitulada ‘MIMB Olhares Periféricos’, a edição especial do Festival de Cinema Baiano é voltada para formação de jovens negros, indígenas e quilombolas, e traz a periferia como potência afrofuturista, cultural e tecnológica. ‘Nkwama’, ‘Treino Periférico’, ‘Alternativas felizes para quando o sol não vem’, ‘Quantos mais?’ e ‘O Último Grão de Areia’ são alguns dos títulos selecionados, que serão exibidos também na sexta-feira (5), no mesmo horário.

Na quinta-feira (4), às 22h30, a emissora exibe o documentário ‘Marighella: Retrato Falado de um Guerrilheiro’. O filme conta a história, as polêmicas, as vitórias e derrotas de Carlos Marighella, um dos líderes da luta armada contra a ditadura militar no Brasil. Autor do Minimanual do Guerrilheiro Urbano, foi fundador da Ação Libertadora Nacional, primeiro movimento armado pós-64. Escrito, dirigido e produzido por Silvio Tendler, a obra é uma homenagem à data em que o guerrilheiro completaria 90 anos.

No Palco TVE do mês, uma homenagem ao músico Letieres Leite, que faleceu na última quarta-feira (27). O show ‘Letieres Leite Quinteto convida Mou Brasil’, que vai ao ar no dia 6, navega pelo repertório do grupo, flutuando entre a clássica identidade do jazz e a essência da percussão baiana. A partir do 13, o Festival Afropop dará voz à efervescência do cenário contemporâneo da arte negra no país, exaltando a multiplicidade da música e destacando a diversidade rítmica brasileira. Margareth Menezes, com participação especial com Márcia Short, Panteras Negras, em um feat com Tulani Masai, além de Cronista do Morro, Dão e Olodum prometem animar os sábados na emissora, às 18h30, e no horário alternativo aos domingos, às 20h.

No dia 8, às 20h, a emissora transmite ao vivo a abertura oficial do Novembro Negro, direto da sala principal do Teatro Castro Alves. O evento marcará agenda de 15 anos de políticas de igualdade racial no estado da Bahia e tem como atrações especiais o Bando de Teatro Olodum, além do bloco afro Ilê Aiyê, DJ Belle e Cronista do Morro, revelação do hip hop baiano.

O documentário 'Toque Feminino: Mulheres percussionistas de Salvador', vai ao ar na quarta-feira (17), às 20h, e aborda a trajetória de mulheres percussionistas, além de abrir discussão sobre a desigualdade de oportunidades no cenário musical. O média-metragem, dirigido pelas jornalistas Cristiana Fernandes e Gab Ferreira, conta a história das percussionistas Mônica Millet, Adriana Portela, Rosemeire Santos (Ratinha), Maya Lord's e Alana Gabriela, que escolheram o universo percussivo não só como campo de atuação profissional, mas também de expressão e resistência. A produção será exibida também em horário alternativo no sábado (20), às 18h.

Já a websérie baiana ‘Punho Negro’ ganhou formato de programa de TV e será exibida na emissora nos sábados dias 20 e 27 de novembro, às 19h30 e 13h30, respectivamente. Produzida pelo coletivo Êpa Filmes, a atração apresenta como protagonista uma super-heroína negra, que encontra tempo em sua agenda diária, onde desempenha o papel de mãe e esposa, para combater os vilões de Salvador. A série levanta questões e problemas que são comuns ao cotidiano de muitas mulheres, trazendo a representatividade e discutindo as pressões sociais sofridas no dia a dia.

Ainda no sábado (20), a TVE exibe, às 20h, o documentário ‘Nação Preta do Sul - pela valorização da cultura negra no Estado’. Realizado pela TV Nação Preta e idealizado pela produtora executiva Gabriela Barenho, o projeto foi contemplado em primeiro lugar no edital de Produções Culturais da Sedac Produções Culturais e Artísticas, pela Lei Aldir Blanc, e tem o objetivo de chamar a atenção para  a existência e as influências da cultura negra no Sul do Brasil. O filme traz depoimentos de historiadores, quilombolas, líderes comunitários, artistas, produtores culturais, gestores públicos, professores e religiosos, entre outros personagens protagonistas da série, que representam e trabalham pela valorização da cultura negra.

O filme inédito ‘Terras que Libertam’, apresenta a trajetória da população negra quilombola na Chapada Diamantina e revela a contemporaneidade da luta quilombola pelos direitos territoriais e sociais, a defesa do Território Quilombola de Vazante contra Barragem Baraúnas e a liberdade do guerreiro Julio Cupertino - ancestral no Território de Baixão Velho. A produção é resultado do Bahia na Tela, maior edital de fomento à produção audiovisual para a televisão baiana, que captou R$ 20 milhões para obras que serão exibidas na TVE a partir da parceria entre o Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb) e a Agência Nacional de Cinema (Ancine), via Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). A exibição acontece no domingo (21), às 21h, e na sexta-feira (26), às 21h30.

O minidocumentário ‘Potência Negra’, de Maria Lutterbach, será exibido na terça-feira (23), às 19h. O filme traz dados e vozes de matemáticas negras brasileiras sobre as dificuldades para entrar e se manter na pesquisa, mesmo diante dos recentes avanços na discussão sobre gênero e raça na academia. A produção conta a história da professora e pesquisadora da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Elen Barbosa, que foi a primeira pessoa da família a entrar na universidade e tem inspirado parentes próximos a seguir o mesmo caminho, e da pesquisadora Manuela Souza, que estuda o campo da álgebra. A cientista tem 33 anos e faz o segundo pós-doutorado.

Mokambo é um filme documentário que revela a grande influência dos primeiros escravizados traficados para o Brasil, na construção da identidade brasileira. Produzido na Bahia, a obra entra na programação da emissora no sábado (27), às 22h, e tem um abrangente conteúdo em depoimentos de historiadores, linguistas, especialistas e antropólogos de renome nacional e internacional que retratam, com muita emoção, toda a materialidade e espiritualidade que o povo africano disseminou entre nós, transformando a dor e a indignidade da escravidão em um exemplo de vida.

Outro conteúdo que integra a programação de novembro na emissora é o documentário inédito ‘Riachão, o Retrato Fiel da Bahia’. Dirigido por Carolina Canguçu, com produção de Larissa Leão e roteiro de Silvana Moura, o filme reúne parte do acervo da TVE e faz um percurso pelos momentos marcantes da vida de Riachão que completaria 100 anos neste ano, narrados por ele mesmo, além de promover encontros entre sambistas baianos, entrevistas com personalidades, pesquisadores, amigos e familiares que conviveram com o artista.  A exibição acontece na terça-feira (30), às 20h30h.

Acompanhe a TVE Bahia nas redes sociais:

instagram.com/tvebahia

facebook.com/tvebahia

youtube.com/tvebahia     

twitter.com/tvebahia


SERVIÇO:

Programação Novembro Negro na TVE

A partir do dia 2, em diversos horários

Onde:
TVE e  www.tve.ba.gov.br/tveonline
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.