• BANNER FAPESB
  • Banner Novembro negro 2021 campanha
  • Banner ouro negro 2022

Notícias

30/11/2021 07:30

Sepromi externa pesar pelo falecimento de Paulinho Camafeu e ressalta suas contribuições para música negra

A Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) externa seu pesar pelo falecimento do compositor Paulinho Camafeu, ocorrido nesta segunda-feira (29). Parceiros de grandes artistas Brasil afora e autor de grandes sucessos, Paulinho contribuiu para projetar mundialmente a música negra e o trabalho de blocos afro da Bahia. Internado há vários dias, não resistiu a problemas crônicos de saúde e morreu no Hospital do Subúrbio, em Salvador, aos 73 anos.  

Paulinho ganhou notoriedade com canções que levaram à reflexão, falavam de amor, transmitiam alegria, orgulho negro, afirmação e resistência. O bloco afro Ilê Aiyê, por exemplo, se fortaleceu ainda mais com a música "Que Bloco é Esse", de sua autoria, gravada por Gilberto Gil e uma série de outros artistas.

Ele escreveu centenas de outras canções e, com diversos parceiros, ajudou a construir o movimento musical do Axé Music. Entre os exemplos de suas produções estão as músicas Vale, Fricote, Deboche e Samba da Rita, essa última em parceria com Tonho Matéria.

A Sepromi se solidariza com seus familiares, amigos e companheiros de jornada, ao tempo que destaca seus legados na promoção das artes negras e no fortalecimento das culturas identitárias.


Salvador-BA, 30 de novembro de 2021.

Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi)
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.