• BANNER FAPESB
  • Banner Novembro negro 2021 campanha
  • Banner ouro negro 2022

Notícias

01/12/2021 10:10

Legislativo realiza ato contra o racismo no encerramento do Novembro Negro

Uma manhã muito produtiva, com grandes debates sobre direitos, avanços, desafios e luta da população negra. Foi através do ato em Comemoração ao Novembro Negro “Com Racismo não há Democracia”, que se encerrou o ciclo de atividades deste mês, no Auditório Jorge Calmon, da Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (30). O evento, promovido pela Comissão Especial da Promoção da Igualdade, em parceria com a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), reuniu de forma híbrida (presencial e virtual), representantes da sociedade civil, dos movimentos sociais e negro, além de representantes de instituições governamentais.

“Não podemos viver em uma sociedade racista. Somos todos iguais e os direitos da população devem ser igualitários. A nossa atividade hoje só reforça a luta e afirmação do nosso povo. O debate nos faz refletir sobre o passado, os dias atuais, e o futuro das pessoas. Queremos mais amor, respeito, empatia, pois ‘Com Racismo não há Democracia’”, declarou a presidente da CEPI, deputada estadual Fátima Nunes.

De acordo com a secretária da Sepromi, Fabya Reis, que representou o governador Rui Costa, o ato contemplou o trabalho realizado pelo Governo do Estado, que promoveu campanhas e atividades, buscando informar e fazer com que a sociedade baiana tenha conhecimento do debate dos movimentos negro. “Se você defende a democracia, não pode fechar os olhos para as desigualdades desse país. A desigualdade tem cor, raça, gênero e território neste país. É necessário assumirmos o compromisso, todas as instituições, todos os sujeitos, os cidadãos e cidadãs negros (as) e não negros (as) de enfrentar o racismo, de enfrentar o sexismo. ‘Com Racismo não há Democracia’”, concluiu.

Ainda no ato, a titular da Sepromi entregou à presidente do colegiado um reconhecimento em homenagem ao trabalho realizado pela comissão. Na escultura entregue consta a frase: “Bahia. Estado África. 15 anos promovendo igualdade racial. Sepromi/Novembro Negro 2021”.

Marcaram presença o desembargador Lidivaldo Britto; a professora Dra Bárbara Carine; a secretária Julieta Palmeira (SPM); major Denice Santiago; (SPREV); Rita Santos (presidente da ABAM); professor Euclides Santos (Cepaia – Uneb); Hamilton Assis (coordenador estadual da Central Sindical Popular); os deputados Bira Corôa, Maria del Carmen e Olívia Santana; yalorixá Márcia de Ogum; Caruso Costa (SJDHDS); representantes de movimentos negros, sociais e público em geral.

Fonte: Ascom ALBA.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.