• Banner Novembro Negro
  • Banner Covd 19

Notícias

09/03/2020 11:10

Sepromi participa do ato 8M, em Salvador, mobilização do Dia Internacional da Mulher

Centenas de mulheres da capital e do interior participaram neste domingo, 8 de março, em Salvador, da Marcha 8M Bahia, alusiva ao Dia Internacional da Mulher. O evento, protagonizado por organizações feministas e do movimento de mulheres, realizado na orla da Barra, contou com a presença da titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis.

A marcha foi marcada por palavras de ordem e discursos das lideranças de variados segmentos, a exemplo das mulheres dos campos sindicais, partidários, das áreas da educação, saúde, cultura, oriundas das periferias, trabalhadoras domésticas, ativistas da juventude, do movimento feminista e negro, povo de Axé, dentre tantas outras.

A secretária destacou que a marcha, associada às mobilizações em todo o mundo, reforça a defesa de direitos e da igualdade entre homens e mulheres. "Seguimos em  frente reafirmando que a luta é pela defesa da vida das mulheres, na construção da igualdade racial e de gênero, pelo fim da violência, pela ocupação dos espaços de poder e autonomia plena", ressaltou Fabya Reis.

Mais sobre o 8 de março

A ideia de criar o Dia Internacional da Mulher surgiu entre o final do século XIX e início do século XX nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalho, e pelo direito de voto.

Em 26 de agosto de 1910, durante a Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas em Copenhague, foi proposta a instituição de uma celebração anual das lutas pelos direitos das mulheres trabalhadoras. Sob influência desta mobilização, as celebrações do Dia Internacional da Mulher ocorreram a partir de 1909, em diferentes dias de fevereiro e março, a depender do país.

No ano de 1975 o dia 8 de março foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher, tendo como objetivo lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres, independente de divisões nacionais, étnicas, linguísticas, culturais, econômicas ou políticas.


*Fotos: Jonas Santos.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.